Lenda da Flor-do-Mato Na época do Brasil - Colônia havia um desbravador português chamado Manoel. Uma vez, ele perdeu-se na floresta. Mas foi salvo pela índia Jussara que levou este homem até sua tribo, onde foi bem recebido. Então Manoel casou-se com Jussara e quando a moça ficou grávida o pajé afirmou que seu bebê teria poderes sobrenaturais. Alguns meses depois nasceu uma menina com todas as características do seu pai, pois era loira e tinha os olhos azuis. Com o tempo, a tribo descobriu que esta garota tinha o poder de curar as pessoas. Alguns anos depois a menina transformou-se numa bela jovem que sempre estava disposta a ajudar a todos. Além disto, ela era culta, pois prestava atenção aos ensinamentos do pajé. Sem falar que seu pai, Manoel, ensinou esta garota a ler e a escrever. Porém seu único defeito era fumar demais. Certo dia, esta mestiça estava passeando na floresta e viu dois caçadores. Então ela pulou na frente deles e os homens dispararam as armas de fogo matando a pobre. Quando Jussara encontrou o corpo morto da sua filha no chão, trouxe a jovem desfalecida em seus braços e o pajé enterrou o corpo debaixo de um solo onde nunca brotou nada. Na manhã seguinte o túmulo da garota estava repleto de flores desconhecidas, que nasceram naquele chão. Assim todos da tribo foram rezar ao redor dele. No meio da oração, os índios escutaram uma risada e quando olharam para trás viram a menina ressuscitada. Desta maneira ela exclamou: - Voltei à vida para cuidar da floresta! Naquele instante o pajé disse: - A partir de hoje você será chamada de Flor-do-Mato! - Todos nós estamos torcendo pela sua missão. Após escutar estas palavras, a donzela saiu pela selva. No meio do caminho ela encontrou os dois caçadores que tiraram a sua vida. Assim a dama pulou na frente deles, tomou a arma dos dois, atirou contra eles e estes homens ficaram feridos no meio do mato. Depois de caminhar bastante, Flor-do-Mato sentiu muita vontade de fumar e avistou uma casa no meio da selva. Desta maneira a moça observou que no quintal havia um rapaz tocando violão. De repente a donzela apareceu na frente dele e o convidou para um passeio. Quando anoiteceu, Gertrudes, a dona da casa, procurou pelo seu neto e concluiu que o rapaz tinha desaparecido. Mas na janela da sua residência ela viu o seguinte bilhete pendurado: - Se a senhora me der fumo enrolado na palha, eu devolvo a blusa do seu neto. Deste jeito a idosa deixou o pedido em frente da porta da sua casa pela noite. Na manhã seguinte, a anciã notou que o fumo desapareceu e que a blusa do menino foi devolvida. Porém na entrada havia outro bilhete: - Se a senhora me der um cachimbo eu devolvo a calça do seu neto. Assim Gertrudes deixou o pedido na frente da porta e no dia seguinte o cachimbo sumiu. Porém a calça do rapaz estava lá. Mas, desta vez a velhinha foi esperta, pois ela deixou um baú cheio de fumo na frente de sua moradia com o seguinte bilhete: - Se devolver o meu neto por inteiro, eu darei um narguilé para você. Na manhã seguinte, Gertrudes abriu a porta e viu seu neto são e salvo com um bilhete na ponta do nariz: - O que é um narguilé? Naquele instante a idosa não ligou para a mensagem e perguntou para o moço: - Onde você estava? O rapaz respondeu: - Uma moça bonita chamada Flor-do-Mato me seqüestrou e disse que só me devolveu porque estava curiosa para saber o que era um narguilé. A anciã explicou: - Narguilé é um aparelho que os árabes usam para fumar e que tem o formato de uma ampulheta colorida. Por falar nisto, colocarei um narguilé na porta para que a Flor-do-Mato pegue e nunca mais suma com você. Até hoje em dia, reza a lenda que a Flor-do-Mato anda pelas florestas defendendo a natureza e seqüestrando pessoas em troca de fumo. Luciana do Rocio

VOCÊ NUNCA ESTA SOZINHO

By: Shadow



VOCÊ NUNCA ESTA SOZINHO

By: Shadow




Mais conhecido como o Poltergeist de Rosenheim, essa infestação de atividades bizarras é uma das mais conhecidas da Alemanha. Em 1967, estranhos fenômenos começaram a ocorrer no escritório do advogado Sigmund Adam. Telefones tocavam mas não havia ninguém do outro lado da linha, fotocopiadoras cuspiam suas tintas, gavetas se abriam sem serem tocadas. Um jornal alemão instalou equipamentos para monitorar os telefones e em 3 meses eles gravaram mais de 600 chamadas para o número que informa a hora certa - a despeito do fato de todos os telefones estarem desplugados. Em um único período de 15 minutos, 46 chamadas foram gravadas - um número que parecia impossível levando-se em conta o mecanismo de discagem da época. Em outubro de 1967, todas as lâmpadas do prédio se apagaram com um enorme estrondo. Depois de instalarem câmeras e gravadores de voz, os investigadores puderam descobrir que os eventos somente aconteciam quando a jovem de 19 anos Annemarie Schneider (uma secretária recém-empregada) estava presente. Foi alegado que um lustre se desviava violentamente se a senhorita Schneider andasse por baixo dele, e as luzes piscavam sempre que ela entrava no escritório. Quando Schneider saiu de férias os eventos pararam. Quando retornou, a atividade poltergeist retornou. Schneider foi demitida e os problemas nunca mais voltaram a acontecer. Na figura acima Schneider está embaixo das luzes que foram vistas se desviando.

VOCÊ NUNCA ESTA SOZINHO

By: Shadow








No quartel alemão de Babenhausen (hoje um museu), os fantasmas de soldados alemães, alguns com uniformes da época da Segunda Guerra Mundial, tem sido avistados. Diz-se que luzes se apagam sozinhas e vozes são ouvidas no porão. Alega-se que passos e comandos são ouvidos à noite, supostamente sem causa física. Diz a lenda que se acontecer de um soldado visitar o museu e tirar o telefone do gancho, uma mulher poderá ser ouvida algumas vezes, falando de trás pra frente, de maneira ininteligível, nem em alemão nem inglês. A cidade foi o local onde aconteceu a queima de uma bruxa numa estaca, no século 19, e diz-se que seu fantasma já seduziu, e depois matou, vários soldados alemães desde então. A foto acima é de dois soldados americanos no quartel, em 1974.

VOCÊ NUNCA ESTA SOZINHO

By: Shadow


Um zumbi, também grafado como zombi e zombie (em francês, no Haiti) é tradicionalmente um morto-vivo que foi associado erroneamente ao Vudu, crença espiritual do Caribe. O conceito do zumbi serve também como referência à servidão ou desgaste físico e doença.

Esta criatura é um ser humano dado como morto que, segundo a crença popular, foi posteriormente desenterrado e reanimado por meios desconhecidos. Devido à ausência de oxigênio na tumba, os mortos vivos seriam reanimados com morte cerebral e permaneceriam em estado catatônico, criando insegurança e medo nos vivos. Como exemplo desses meios, pode-se citar um ritual necromântico, realizado com o intuito maligno de servidão ao seu invocador.

A figura dos zumbis ganhou destaque num gênero de filme de terror no qual essas criaturas manifestam apetite pela carne humana (canibalismo). Nesse caso, o termo morto-vivo (do inglês living-dead), é muito usado.


NÃO GRITE NO ESCURO


By: Fear

A palavra “chakra” vem do Sânscrito e significa “roda de luz”, "roda da lei", "roda da vida" ou "morte". Chakras são pontos de energia de diferentes vibrações, representando diferentes aspectos do corpo, da alma e do espírito. Simbolizam a lei da natureza, estando em constante movimento. Eles estão localizados ao longo da coluna vertebral do corpo humano.

Alguns clarividentes conseguem enxergar cada um desses pontos, com sua forma e cor específica. Através da Radiestesia e outras formas de tratamentos alternativos, pôde-se constatar que a maioria das doenças são decorrentes do desequilíbrio dos chakras ou da entrada de energia negativa nesses pontos vitais.

Os chakras harmonizados nada mais são do que o equilíbrio entre as polaridades Yin (feminino, frio e úmido) e Yang (masculino, quente e seco). O esquema dos sete chakras é o mais usado nas terapias alternativas. Entretanto, existem inúmeros outros chakras menores, atuando num esquema dinâmico de intercâmbio energético.

Sua função é de receber e transmitir energia para as áreas afetadas do corpo físico, trazendo o equilíbrio. Trabalhando com os chakras, é possível unir todos os aspectos de nossas vidas, incluindo os aspectos físicos, materias, espirituais, sexuais e etc.

Os chakras são centros de conjunção de energias que circulam ao longo de uma espécie de "sistema nervoso subtil" que se chama Nadis. É por eles que circula a energia vital: PRANA

Os chakras criam-se no ponto de intersecção dos Nadis. É nestes centros de força que se encontram o plano terrestre e o plano cósmico. Apresentam-se sob a forma de um cone (funil) e a raiz dos sete chakras principais está conectada ao canal central (o canal Sushumna), com uma parte nas costas, que recebe a energia, e a parte da frente, que a emite. Quando se trata um chakra desperta-se a Kundalini.

É através destes centros de energia que os seres humanos recebem e transmitem. Os chakras alimentam o corpo físico e todos os corpos subtis, alimentam-se de tudo o que, no universo, é energia.

Todos os nossos estados de consciência são condicionados pelo estado energético dos nossos chakras.

No corpo físico, encontra-se sete chakras principais, sendo três mestres e quatro maiores. Sabemos que existe trezentos chakras menores espalhados pelo corpo físico. Também há muitos chakras que se encontram fora do corpo. Quando todos os chakras estão abertos e balanceados, a energia nos permite comunicar com os espíritos do Universo.

Os chakras são divididos da seguinte maneira:

- - Os três chakras localizados na cabeça e na região da garganta, são governados pela razão.

- - Os chakras que estão localizados na frente do corpo, são governados pela emoção.

- - Os chakras que estão localizados na parte de trás do corpo, são governados pelo desejo.

Cada chakra está associado com uma das sete cores do arco-íris.[Fontes: Mistérios Antigos]

Sete Chakras

NÃO GRITE NO ESCURO

By: Fear

Os serial killers também podem ser classificados por suas habilidades organizacionais e sociais. Podem ser organizados ou desorganizados (dependendo do tipo de cena do crime) e não-sociais ou anti-sociais (dependendo de são excluídos pela sociedade ou se excluem dela). O quadro abaixo ilustra comportamentos dos dois tipos mais comuns.

comportamento do serial killer

A maioria dos assassinos seriais identificados são organizados e não-sociais. Muitos deles também seguem alguns outros padrões básicos. Mais de 80% dos serial killers são homens brancos, na faixa dos 20 aos 30 anos [fonte: Hickey]. Serial killers são geralmente inteligentes, e matam com freqüência mulheres brancas. Não há como dizer que uma pessoa é um serial simplesmente por sua aparência - a maioria deles é de um sujeito comum. Ted Bundy, condenado por 30 assassinatos, era descrito como uma pessoa atraente, carismática e articulada. John Wayne Gacy era uma figura popular em sua comunidade e fazia performances como palhaço em festas do bairro. Ele conheceu a primeira-dama Rosalynn Carter quando foi chefe de seção eleitoral do Partido Democrata local. Também foi condenado pelo assassinato de 33 garotos e homens.

Geralmente os serial killers demonstram três comportamentos durante a infância, conhecidos como a tríade MacDonald: fazem xixi na cama, causam incêndios, e são cruéis com animais. É também provável que tenham vindo de lares desfeitos, e que tenham sofrido abuso ou negligência. Apesar de alguns serem tímidos e introvertidos, outros são sociáveis e expansivos, mas na verdade se sentem muito isolados.

Muitos teóricos apontam as infâncias conturbadas dos serial killers como uma possível razão para seus atos.[fontes: UOL]

VOCÊ NUNCA ESTA SOZINHO

By: Shadow

Olha gente, so tou postando hoje porque a internet estava ruim ontem. Vamos a postagem:

1. LÚCIFER

Lúcifer - o Príncipe dos Demônios - não é referendado na Bíblia (VT e NT). Apresenta-se como sinônimo de Diabo, Demônio e Satanás. Este nome surgiu na Baixa Idade Média, baseado numa divindade associada ao planeta Vênus. Os teólogos, para criar o termo, recorreram ao Livro de Enoque, considerado apócrifo, do qual restam vestígios na Bíblia, em Gênesis, 6.

"Lúcifer, produto da teologia cristã, foi associado aos "diabos" Satã, ao conceito de "demônio" dos gregos e ao princípio do dualismo Bem e Mal do Zoroatrismo, entre outras tradições".

2. SATÃ

Satã significa "o adversário", "o acusador". O termo "acusador" existia no Império Persa, cuja função era a de percorrer secretamente o reino e fiscalizar tudo o que estava sendo feito de mal no sentido de apresentar denúncias diante do Imperador, que mandava chamar os funcionários faltosos e os castigava.

Com a evolução da doutrina religiosa judaica, Satã acabou se convertendo, de um acusador dos pecados dos homens, num deus secundário, oposto a Javé.

Satã não é Lúcifer. Ele não é um anjo que se revoltou contra o Senhor. Ele é apenas um acusador., ou seja, um dos olhos do Senhor, que anda pela Terra e comparece perante o Senhor para acusar.

3. DEMÔNIO

Demônio (daimon) é de origem grega e significa "gênio sobrenatural", "espírito", bom ou mal e, por vezes, designa um herói.

O termo demônio não é citado no AT, onde só aparece, nos últimos livros. Ele existe no Novo Testamento, onde os Evangelistas confundem os demônios com Satã. Quer dizer, o demônio só surge com a influência grega.

Para os gregos, os demônios significavam as almas dos mortos assimiladas às das divindades ... foram confundidas com as manes, os lares, os gênios latinos. Estas concepções penetram a Palestina. Com a vinda dos romanos, o Demônio grego transforma-se em Diabo, cujo significado passou a ser "espírito da mentira" ou "caluniador".

O Daimon grego passa a ser o Diabolus romano. Na Baixa Idade Média, o Diabolus romano ganha força. Como o Diabolus romano era um "espírito mau", passou a designar o espírito mau hebraico, Satã. Para explicar a sua presença como tentador do mundo, os padres da Igreja recorreram à lenda da revolta do anjo Azazel, dos Livros de Enoque, que eram apócrifos.

4. O INFERNO

O Inferno (inferus = o que está por baixo) da teologia cristã tem analogia com o "sheol" dos hebreus. É o local onde habita Lúcifer. Não há referência no Antigo Testamento. De modo que ele não existe de longa data.

O Sheol dos hebreus é apenas um local onde permanecem os mortos, todos os mortos que se transformam em rephaïm, ou seja, "sombras". Na analogia cristã, transformou-se em mundos subterrâneos, onde habitavam as manes.

5. TERMOS CORRELATOS

1. Demonologia - ciência dos demônios. Trata das obsessões, possessões e loucura. Nesta rubrica fala-se, enfaticamente, do recenseamento e dos movimentos políticos na região do Inferno, criado por Deus especialmente para a morada de Lúcifer.

2. Demolatria - Culto ao Diabo

3. inquisição - Movimento iniciado em 1299 pelo Papa Gregório IX, cuja finalidade era coibir as atuações dos heréticos, ou seja, de todos os que se opunham aos dogmas da teologia cristã.

Fonte de Consulta

SAMPAIO, Fernando G. A História do Demônio : da Antiguidade aos nossos Dias. Porto Alegre: Garatuja, 1976.

NÃO GRITE NO ESCURO

By: Fear

Indonésia 1948 Após uma intensa reforma, o hospital infantil de Santem, iria ser reaberto. Passou por um forte incêndio no ano anterior, cujas causas até hoje são desconhecidas. Kur Hants um conceituado fotógrafo alemão, entrou sozinho no prédio para registrar as mudanças do local e fazer uma matéria sobre a renovação do prédio após a tragédia. Caminhou por vários andares, mas ao chegar ao último sentiu algo estranho, estava frio e sentia como se algo o observasse, mesmo com maus pressentimentos continuou seu trabalho. Ao focar sua câmera para uma das portas que davam acesso à ala psiquiátrica, notou uma mancha na lente da câmera, ao limpá-la percebeu que não havia nada ali. Ele movimentava seu equipamento, e a sombra parecia imóvel. Kur nunca havia passado por isso, pensou se tratar de alguma brincadeira continuou a fotografar. Quando estranhos barulhos, que se assemelhavam de uma menina se debatendo contra a porta, começaram a ficar intensos, Kur correu pensando ser alguém em apuros. Kur abriu a porta, algo violentamente atravessou seu peito, perfurando seu coração. A câmera caiu e por muita sorte não se danificou. Cidade de Santem 1946 Enila, Ceron e Katrin formavam uma família feliz, moravam em um humilde sítio, que com o avanço da cidade estava ficando cada vez menor e a situação financeira deles ficava cada vez pior. Katrin gostava muito de seus pais, era uma menina encantadora de apenas 11 anos. Brincava sempre sozinha com os poucos animais da fazenda. Enila era uma mulher muito justa e batalhadora, sempre conseguiu manter o equilíbrio na casa, mesmo passando por tantas dificuldades. Depois de alguns meses a situação começou a se complicar, era época de seca, as plantações estavam morrendo e a única solução encontrada por Ceron foi vender um de seus cavalos. Era uma tarde nublada Ceron amarrou o animal numa carroça, consigo levou algumas armas e pólvora para tentar vender no mercado da cidade. Katrin pede para que ele traga uma boneca que ela tanta desejava, pois seu aniversário estava muito próximo. Muito triste e com pena de sua filha ele diz que irá tentar realizar o sonho da menina. Várias horas se passaram, começou a trovejar, Ceron retornava para sua casa. Conseguiu vender apenas o cavalo, não achou comprador para o restante do material que levava. Katrin avista seu pai, vindo pela estrada, muito contente e aguardando ansiosa por seu presente, corre e avisa sua mãe. As duas aguardam na porta da residência, quando um forte raio cai pelas redondezas, o som do trovão foi tão forte que fez com que o cavalo se assustasse. Ceron perdeu controle das rédias, em pânico o animal tenta fugir, mas continuava preso à carroça. Katrin e sua mãe tentaram correr para ajudar, mas a carroça vira, uma pequena faísca é produzida, acidentalmente a pólvora se espalha, causando assim uma enorme explosão. Ceron gritava muito, seus pedidos de ajuda podiam ser ouvidos à distância. Mãe e filha nada puderam fazer a não ser assistir a morte dele. Alguns objetos que estavam na carroça foram arremessados com a explosão, dentre eles estava a boneca que Katrin tanto desejava. Intacta, a menina encontra e abraçada ao seu novo brinquedo fica paralisada e parecia não acreditar que havia perdido seu tão amado pai. As chamas arderam por mais de uma hora e se alastraram pelo capim seco, muitas pessoas tentaram ajudar. Nada se salvou a não ser a casa onde elas moravam. Depois de algum tempo, Enila recebeu uma proposta de venda daquele local onde queriam construir um grande hospital. Sem pensar muito aceitou. Compraram uma casa no centro de Santem e com o restante do dinheiro poderiam viver sossegadas, já que aquele local era muito valioso. Após a morte de seu pai Katrin passou a ser uma menina triste e ainda mais solitária, pois pouco falava e nunca mais se separou do ultimo presente que recebeu dele. Apenas um cachorro foi levado para a casa nova. A mudança foi difícil para as duas, Katrin sofreu aos prantos entrou em sua nova moradia. Desde então seus trajes passaram a ser pretos, se fechou para o mundo. Renegou toda a ajuda que lhe foi oferecida. Enila preocupava-se e seu único consolo era pensar que tudo aquilo não passava de uma difícil fase. Um ano depois... Katrin, nunca saia de casa, isto fez com que sua pele ficasse extremamente clara e pálida. Todas as noites, Enila escutava Katrin conversar com alguém e ao espiar constatava que ela tinha a boneca como melhor amiga. Numa noite, algo de estranho aconteceu, Katrin chorava muito e chamava por seu pai. Pensando em se tratar apenas de mais um sonho, Enila corre para ver o que estava acontecendo. Assustou-se ao encontrar a boneca suja de sangue, Katrin continuava a gritar, sua mãe a acalma e depois a questiona sobre a boneca, sem obter nenhuma resposta recolhe o brinquedo de sua filha e vai para fora tentar limpar. Quando abriu a porta dos fundos, encontrou o cachorro morto, seu peito perfurado e com um vazio no local do coração. Enila ficou apavorada com a cena, num primeiro momento pensou ter sido obra de algum assaltante ou pessoa mal intencionada. Katrin acalma-se e vai dormir. Devido ao susto, Enila nem se importa com a boneca suja, limpa e devolve para sua filha. A notícia se espalhou e todos pensavam ser algum maníaco rondando a vizinhança. Desde este dia a vida das duas tornou-se atormentadora, noite após noite, acontecimentos estranhos começaram a ocorrer na humilde casa. Armários abriam misteriosamente, objetos desapareciam e sons estranhos deixavam o ambiente aterrorizante. Enila não sabia mais o que fazer, sua única saída foi pedir para que sua irmã e sobrinha viessem ficar por um tempo na casa delas, pois com mais pessoas elas ficariam seguras. Por dois meses a situação ficou calma. O ano já era início do ano de 1947, o novo hospital da cidade iria inaugurar, muita expectativa rondava aquele povo, pois grande tecnologia foi utilizada naquele local. Katrin continuava sendo a mesma menina calada e séria de sempre, nunca havia falado mais do que duas palavras com sua prima Malina, que tinha a mesma idade. Malina sempre quis brincar com a boneca de Katrin, mas sempre foi rejeitada por ela. Num domingo, todas vão dormir logo cedo. No meio da noite Enila sente um cheiro de fumaça, se levanta e depara-se com sua cozinha em chamas. Todos os vizinhos acordam e correm para ajudá-la. Próximo à porta de saída encontram a boneca de Katrin, levemente queimada, mas sem grandes estragos. Enila estranha e decide jogar o brinquedo fora. Após passar o susto, todos voltam a dormir. No dia seguinte, Enila encontra Katrin dormindo com a boneca que ela tinha jogado fora. Enila cala-se e começa a desconfiar de sua filha, pois ela era perturbada e misteriosa. Em um dia que Katrin estava em outro cômodo da casa, Malina pega a boneca de sua prima e começa a brincar. Katrin retorna e encontra sua prima com a boneca. Revoltada, pela primeira diz uma única frase. "- Você irá se arrepender por isso!" Malina solta o brinquedo e vai de encontro à sua mãe. Naquela noite daquele mesmo dia, novos acontecimentos estranhos tiveram início desta vez quem gritava muito era Malina que dormia no mesmo quarto que Katrin. Enila e sua irmã correm para ver o que estava acontecendo. O choque foi grande ao ver Malina morta e também com um buraco em seu peito. O olhar de Katrin era intenso, ficou parada em pé com a boneca em sua mão direita olhando para o corpo da menina. Suas mãos estavam sujas de sangue assim como a boneca. Enila não conseguia acreditar que sua filha havia matado sua própria prima. Espanca a menina, que não teve nenhuma reação. Katrin permaneceu dois meses acorrentada na cama, até que o novo hospital fosse aberto ao público. A mãe de Malina foi embora e nunca mais deu qualquer notícia. Enila chorava muito, mas internar Katrin era a única solução. A boneca foi mais uma vez retirada das mãos da menina. Já internada no hospital, Katrin recusava-se a usar as roupas dos internos e continuava com seus trajes pretos. Mais um mês se passou. Katrin estava piorando a cada dia, queria de qualquer forma sua boneca de volta. Os médicos acharam melhor que ela tivesse seu desejo realizado. Enila assim o fez, no dia da visita quis entregar pessoalmente e ficar a sós com ela. Depois de uma hora, os médicos acharam estranho o silêncio e a demora e abriram a porta da sala: Katrin havia matado sua própria mãe e com as próprias unhas arrancou seu coração e comia como se fosse um saboroso doce. Os médicos ficaram abismados com o que viram. Katrin foi novamente amarrada e sedada. A notícia se espalhou, todos na cidade temiam a menina e principalmente sua boneca, pois muitos acreditavam ser um objeto amaldiçoado. Mais dois meses se passou, a aparência de Katrin era horrível, com muitas olheiras, cabelos negros e compridos. Os médicos e enfermeiras a temiam, eram poucos os que chegavam perto dela. Toda a equipe achou por bem retirar novamente a boneca de suas mãos. Neste dia a situação se complicou. Katrin dava gritos, e negava-se a entregar seu brinquedo. Mesmo lutando, a boneca foi levada para o incinerador. No exato momento em que foi jogada no fogo, o prédio do hospital também começa a arder em chamas. Em segundos o fogo se alastrou, a ala das crianças foi atingida, ninguém conseguiu fazer nada. Centenas de pessoas morreram naquele dia. Katrin também foi carbonizada, poucos se salvaram. Mesmo com a grande tragédia, muitos se alegraram ao saber que Katrin havia morrido, pois assim davam por encerrada as ações macabras daquela menina. --- Um amigo de Kur, estranha a demora de seu amigo, ao procurar por todos os andares do hospital, encontra sua câmera caída e logo em seguida seu corpo, com uma grande perfuração no peito. As fotos de Kur são reveladas, mas o temor foi enorme ao constatarem a presença de uma menina vestida de preto na foto. Muitos estudiosos se interessaram pelo assunto e acabaram loucos e internados em clínicas e hospitais onde juram ver a mesma menina da foto. Os moradores de Santem, afirmam que o espírito de Katrin ainda vive. A ala onde ela foi internada acabou sendo desativada. A lenda de Katrin espalhou-se pelo mundo, sua foto foi julgada como montagem e a verdadeira história desapareceu com o passar dos anos. O único mistério não revelado e nunca descoberto, foi o poder que sua boneca exercia, mas ela nunca passou de um simples brinquedo. Katrin era má e a morte de seu pai fez com que nela brotasse poderes psíquicos que eram capazes de alterar o curso natural da vida. Seu espírito permanece imortalizado em sua única foto, Katrin ainda vive na mente das pessoas que a observam por muito tempo.

VOCÊ NUNCA ESTA SOZINHO

By: Shadow


VOCÊ NUNCA ESTA SOZINHO

By: Shadow


VOCÊ NUNCA ESTA SOZINHO

By: Shadow


As mentes mais cépticas afirmam que O Necronomicon é apenas um livro fantástico criado por H.P. Lovecraft. Os autênticos investigadores e amantes dos mistérios esotéricos do mundo pensam que é um volume de conhecimento proibido escrito por Abdul Alhazred que muito quiseram destruir para evitar que certas coisas sejam reveladas. Diz-se que nele existem fórmulas que permitiam contactar com entidades sobrenaturais de imenso poder. Alias, o livro incluía muitos rituais para ressuscitar os mortos ou para viajar nas dimensões onde habitavam estes seres sobrenaturais. É conhecido como um livro de saberes.

O titulo original do livro era “Al Azif”. Azif é um termo utilizado pelos árabes que designar o barulho nocturno produzido pelos insectos. Este ruído suponha-se que era o murmúrio dos demónios.
A obra foi composta por Abdul al-Hazred, um poeta louco de Yemen, no ano 700. O certo é que foi um muçulmano pouco devoto, adorando entidades desconhecidas que chamava Yog-Sothoth e Cthulhu. Diz-se que este poeta passou dez anos no vazio do grande deserto que cobre o sul da Arabia, conhecido como “espaço vazio” ou “deserto escarlate”. Os rumores contam que este deserto que está habitado por espíritos que protegem o mal e por monstros da morte. Pessoas que dizem ter passado por ele contam que ali sucedem coisas muito estranhas e sobrenaturais. Diz-se que Abdul al-Hazred escreveu o livro durante os últimos anos da sua vida.

Pelo ano 950, o Azif foi traduzido ocultamente para grego por Theodorus Philetas de Constantinopla, de onde o nome agora é mais conhecido: Necronomicon. Durante um século teve lugar certos feitos horríveis, segundo se diz devido à sua influência. Por isso o livro foi proibido e queimado. Por existirem referências posteriores a ele pensa-se que nem todos os exemplares fora destruídos, e assim pode-se ter feito novas cópias.

O que está claro é que o Necronomicon foi um dos livros que mais impacto causou na sociedade em toda a história. Isto é devido a o que para muitos é uma simples ficção, para outros é realidade. Para as Sociedades Ocultas, é um livro real, pois muitos dos maiores Ocultistas de todas as épocas o estudaram, praticaram e comprovaram a sua realidade. Mas há um feito, pelo menos intrigante: se o Necronomicon é apenas um livro de ficção… porque é que a Igreja Católica o proibiu?

NÃO GRITE NO ESCURO

By: Fear


Os poltergeist são uma das formas mais incompreendidas dentro da actividade paranormal. A palavra “Poltergeist” provém de uma palavra alemã que signigica “espíritos ruidosos”. Para explicar por que criam poltergeists existem duas teorias que vamos explicar na continuação.

- Uma delas, a mais conhecida dentro do mundo dos parapsicólogos, diz-se que estes fenómenos, ou seja, a actividade paranormal, é causada por uma pessoa da casa que deseja que lhe prestem atenção, ou porque está a passar alguma crise emocional. Normalmente são raparigas em idade adolescente emocionalmente instáveis. Crê-se que este tipo de pessoa pode manipular inconscientemente os objectos da casa com a mente. é desconhecido porque é que isto acontece em mulheres com estas características, mas os feitos têm sido demonstrados. Parece que quando a actividade começa a manifestar-se a rapariga está passando algum tipo de problema emocional ou sexual. Este teoria é a mais conhecida pois foi a que foi considerada em muitas ocasiões.

- A segunda teoria é a mais conhecida pelo publico que não está muito dentro do mundo paranormal, pois já foi representada muitas vezes em filmes, livros… O conhecimento massivo deste fenómeno deu-se por causa do filme que tem o mesmo nome e trata-se de um feito real. Esta teoria sustem que os fenómenos que ocorrem são causados por gente que morreram na casa em outros tempo e que, por algum motivo desconhecido, não podem descansar em paz. Com esta actividade o que pretendem é de alguma maneira algum tipo de ajuda. Esta teoria não foi provada e por isso é a menor credível de todas.

Seja pela razão que for, o certo é que as descrições dos poltergeists reúnem umas características comuns. Algumas das coisas que acontecem num caso de “espíritos ruidosos” são: Pancadas e ruídos sem uma causa aparente; Os objectos ou móveis da casa se abrem sem serem tocados por ninguém; Portas que se fecham à bruta como se de uma corrente de ar se tratasse. Ou inclusive, portas que se abrem!! Luzes que se apagam e se acendem… Todos estes feitos que não se podem se explicar de uma maneira razoável e coerente.

As aparições de fenómenos poltergeist se remontam durante quase toda a história. Já se ouve testemunhos destes fenómenos desde do século XII. Apesar de naquela época se pensava que a culpa das manifestações era do diabo e de outros demónios, assim como as bruxas e os fantasmas dos mortos.

NÃO GRITE NO ESCURO

By: Fear

Galera do blog, tou sumido, eu sei, mas como eu disse passei e postei! Quaquer dia desses eu volto. E deixo as coisas na mão do Shadow e do Fear. Tomem conta de tudo

Agora fiquem com um top 4 de lugares assombrados que você deve vizitar um dia!

A Torre de Londres

http://img114.imageshack.us/img114/1953/anai.jpg




O grande número de execuções, assassinatos e torturas, ocorridos ao longo de mais de mil anos, colocou esse cartão-postal de Londres na lista dos lugares tidos como os mais assombrados da Inglaterra. O morador mais ilustre seria o fantasma de Ana Bolena, uma das mulheres do rei Henrique VIII, decapitada na torre em 1536. Seu espírito já teria sido “visto” andando por lá.

The Whaley House

http://img41.imageshack.us/img41/1829/33494748.jpg





Ostenta o não tão simpático título de “a casa mais assombrada dos Estados Unidos”. Localizada na cidade de San Diego, na Califórnia, foi construída em 1857 por Thomas Whaley, num terreno que antes abrigava um cemitério. Os principais fantasmas que, segundo dizem, habitam a casa são os de uma filha de Whaley, de um ladrão condenado à morte e de uma garota que morreu acidentalmente – enforcada – na propriedade.




Edifício Joelma

http://img27.imageshack.us/img27/3525/joelmap.jpg





No dia 4 de novembro de 1947, o professor de química Paulo Parreira Camargo matou a mãe e duas irmãs, jogando-as em um poço no quintal. Ao ser descoberto, o professor se matou na casa. Anos mais tarde, nesse mesmo terreno, foi erguido o Edifício Joelma, de 25 andares. Como se sabe, no dia 1º de fevereiro de 1974, o Joelma pegou fogo, depois de um curto-circuito no sistema de ar-condicionado: 188 pessoas morreram e 345 ficaram feridas. Parte do prédio era ocupada pelo Banco Crefisul. Paranóicos de plantão observam que, lido de trás para frente, o nome do banco se torna Lusiferc. Precisa dizer mais? (Além disso gente o ano das mortes foi 1947 o ano do incêndio foi 1974, a década invertida é 47 também).


Casa Branca

http://img207.imageshack.us/ifs/7948/img25/4/casabranca.jpg


Sim, Barak Obama mora lá, mas nunca está sozinho. Segundo consta, o fantasma do ex-presidente William Henry Harrison, que morreu de pneumonia em 1841, após apenas 31 dias no cargo, é uma das figuras mais vistas pelos salões da casa. Abraham Lincoln, então, seria uma presença quase diária pelos corredores da mansão do poder. A primeira-dama Eleanor Roosevelt e a rainha Guilhermina, da Holanda, foram duas pessoas que afirmaram ter topado com Lincoln.



ACENDAM AS LUZES QUANDO FOREM DORMIR!
By: Ceifeiro

FEITIÇOS CASEIROS

Antes de tudo, é necessário lembrar que a boa Bruxaria, sobretudo em relação à magia amorosa, não ensina a escravizar ninguém e nem a impor a sua vontade às pessoas.

A paixão pode ser provocada, nunca imposta. A Bruxaria respeita as Leis da Natureza, ensinando-nos a viver em harmonia com elas.

O grande segredo é despertar o amor que existe dentro de nós, pois ele contagia, e o seu perfume atrai quem estiver perto...



ATRAIR A PESSOA AMADA

Acenda 1 vela roxa numa noite de Lua Nova. Coloque 1 copo cheio de água próximo à vela e acenda 1 incenso (daqueles com formato de pauzinho) de rosa ou jasmim. Desenhe um coração numa folha de papel que nunca tenha sido usada. Em seguida, olhe fixamente para o coração e diga: "Quando olho para esse coração aberto, tão cheio de alegria, sinto o começo do amor e da felicidade percorrendo o meu ser". Deixe o coração ao lado da vela e do incenso até que eles se apaguem.

Guarde as sobras da vela, o restante do material que usou na feitiçaria ponha tudo no lixo, sem que ninguém veja



ALEGRIA NO ROMANCE

Segure 1 papel vermelho, desenhe um coração aproximadamente da palma da sua mão e escreva nele esta rima: "Alegria para mim. Alegria para ti. Alegria para todos os que estiverem aqui".

Coloque o coração de papel no seu espelho e lembre-se da criança que existe dentro de você.

Durante 6 dias, 6 minutos por dia, procure observar o coração com os olhos puros de uma criança.No sétimo dia, agarre no papel e enterre num vaso que tenha a planta comigo-ninguém-pode.



CONSEGUIR CASAR

Na primeira sexta-feira de qualquer mês, às 7 horas da manhã, pronuncie estas palavras: "Eu sou muito feliz porque vivo com o meu coração cheio de amor e carinho. Que a pessoa que eu amo seja também imensamente feliz. Que os nossos sonhos sejam totalmente realizados com o poder da Virgem Maria, nossa Rainha da Paz. Faça-me sentir, nesse momento, todo o amor que circula no Universo e no coração de quem amo. Amem!".

Você pode repetir esta feitiçaria quantas vezes forem necessárias.



AFASTAR A INVEJA

Acenda um incenso chamado abre-caminho (que pode ser facilmente encontrado em casas de artigos esotéricos) e diga, olhando fixamente para ele, as seguintes palavras: "Espírito abençoado, pelo poder do fogo destruidor e das cinzas, eu te peço que afaste de mim qualquer inveja e não deixe que nada mais me atormente". Quando ele queimar todo, agarre nas cinzas e sopre-as para o lado do Sol nascente.

Você pode fazer esta feitiçaria mais de que uma vez, só não pode contar a mais ninguém, que o fez.



ENCONTRAR O VERDADEIRO AMOR

Vénus é o planeta do amor e da sedução, e a sua energia favorece as ligações românticas e estáveis. Para receber as energias deste planeta, tome um banho de imersão ( em três sextas-feiras seguidas) em cuja água tenha misturado folhas secas de açafrão, alecrim e papoila.

Deixe secar a agua no corpo.

Em cada uma das semanas, guarde os restos das folhas dentro de um saquinho cor-de-rosa, e na ultima sexta-feira feche esse saquinho com uma fita azul, dando sete nós. Se quiser, escreva num papel os seus desejos, e coloque-o dentro do saquinho antes de o fechar. Pendure-o atrás da porta do seu quarto durante o ano inteiro.

No dia em que encontrar a pessoa com quem sonhava, deixe o saquinho num local místico (Igreja, capela ou mesmo junto ao mar) em sinal de agradecimento.



MELHORAR RELAÇÕES FAMILIARES

A Lua, símbolo da força Yin (ou feminina), rege as emoções, os sonhos e o lar. A sua energia favorece as relações em família e ajuda a criar elos fortes entre varias gerações, evitando que entrem em conflito. Para fazer chegar até si a energia deste planeta, numa noite de Lua Cheia abra as cortinas e deixe que o luar invada o seu quarto.

Acenda uma vela prateada e coloque-a ao lado de uma vasilha com agua filtrada, deixando que essa agua seja purificada pelas vibrações da Lua durante toda a noite. No dia seguinte, utilize essa agua para lavar o rosto e as mão


O maior assassino do mundo e da história respondia ao nome de Thug Behram. Um indiano que estrangulou 931 pessoas entre 1790 e 1830. Behram era seguidor do sikhismo ou sijismo, uma religião hindu seguida por 23 milhões de pessoas no mundo que se desenvolveu durante o conflito entre o islã e o hinduísmo e que combina o monoteísmo muçulmano com tradição indiana.

Ele preferencialmente assassinava sua vítimas com o "rumal" um lenço cerimonial branco e amarelo.


Outro método de asfixia usada pelo indiano era o uso de um laço de seda com uma peso de chumbo pendurado nas pontas, parecido as boleadeiras dos gaúchos.

Normalmente, Behram não atuava só, senão que muitas vezes saía com seu séquito de capangas, um bando entre 30 e 50 homens apelidados de os "Thugee", uma liga de assassinos considerados como sendo a primeira rede de mafiosos do mundo. Eles eram tão temidos pelas forças colonizadoras britânicas que hoje em dia "thug" é sinônimo de delinqüente.

Quando finalmente as forças Britânicas capturaram o assassino na Índia, Thug proclamou com muito orgulho suas matanças, ainda que não recordava o número exato de assassinatos que havia cometido pelas próprias mãos. Thug Behram é considerado o maior serial killer não militar da história e dificilmente alguém tome dele este posto.

VOCÊ NUNCA ESTA SOZINHO

By: Shadow


Auras são emanações coloridas emanando da superficie de humanos, animais e mesmo objectos inanimados. Debaixo de circunstâncias normais só são visiveis por pessoas com poderes psiquicos especiais. Contudo pode comprar uns óculos especiais ("Aura Goggles"), com filtros de "bromido pinacianole", ou pode usar fotografia Kirliana para capturar auras. Acredita-se que as auras são indicativas do estado fisico e emocional do ser. As auras podem ser lidas por pessoas com poderes especiais como Ray Stanford (se acredita na história dele) ou membros do Berkeley Psychic Institute.

Todos os anos na Universidade da California em Davis se efectua um festival reminiscente dos sixties com musica psicadélica, incenso a arder, crianças com flores no cabelo, marijuana, massagens com óleos, etc. O festival chama-se Whole Earth Festival. Uma tenda é do Berkeley Psychic Institute (BPI). É a tenda da Leitura da Aura. Por alguns dólares senta-se numa cadeira com musica a tocar enquanto alguem do BPI lê a sua aura. Não só a lê como a desenha num papel que tem o desenho de uma pessoa. Mais que desenhar ele põe côr na sua aura. Então o leitor diz-lhe o que a sua aura lhe revela.

Há um meio de testar a afirmação de que uma pessoa consegue ver auras e foi feito num programa de televisão americano apresentado por Bill Bixby. O Berkeley Psychic Institute enviou o seu melhor leitor de auras para ganhar um prémio de $10.000 dólares a quem demonstrasse poderes psiquicos. Ao psiquico foram apresentadas vinte pessoas na plateia e foi-lhe perguntado se via as auras. Ela disse que via as auras flutuando sobre a cabeça das pessoas. As vinte pessoas sairam e foi levantada uma cortina. Revelou uma série de vinte cabines em que algumas dessas vinte pessoas se encontravam. Portanto Bixby e o psiquico olhavam vinte cabines em que apenas algumas tinham pessoas dentro. Foi perguntado ao psiquico se conseguia ver auras sobre as cabines. Disse que via. Para receber os dez mil tinha apenas de identificar aquelas que tinham pessoas dentro e as que estavam vazias. À audiência foi apresentada uma vista aérea da cena. O psiquico afirmou que havia uma pessoa em cada cabine. Afirmou ver uma aura sobre a cabine 1, cabine 2, até à 20. As cabines foram removidas revelando que apenas 6 pessoas se encontravam aí. O psiquico nem pareceu surpreendido. E suponho que foi para casa afirmando que acertou em todas as que tinham pessoas, ou que 6 em 20 não é mau num ambiente hostil.

Mas claro que o teste apenas demonstra a falta de poder de leitura por uma pessoa, não que não haja auras ou que elas não indicam o estado de saude, mental, emocional ou fisico. Uma área mais interessante de investigação é a fotografia, começando com a fotografia Kirliana que é tomada como prova de que a aura existe.

O Centre of Expertise in Paranormal Phenomena, na Australia, afirma ter levado a fotografia Kirliana a novos limites. Afirmam que pediram uma patente para um processo de restaurar um CD danificado examinando a aura das partes danificadas atrvés da fotografia Kirliana. Afirmam que a aura deixa uma impressão exacta dos altos e baixos do CD original e sabem como mapear a aura para recuperar o CD ao seu estado original. Penso que procuram investidores neste novo negócio.

Noutro desenvolvimento excitante, Stuart Anderson colocou estas dicas para ler a fotografia da sua aura, caso tenha uma.

Vermelho: Fogo, paixão, vitalidade e ctividade.
Laranja: Auto-expressão, ambição e pensamento lateral.
Amarelo: Intelecto, analise e... optimismo.
Verde: Equilibrio, habilidade para curar e ensinar.
Azul: Amor, paz, honestidade, sensibilidade e contentamento.
Turquesa: Imaginação, espontaniedade e boa comunicação.
Côr de rosa: Calor, compaixão e respeito próprio.
Violeta: Clarividência, misticismo, erotismo e encanto.

O lado direito refere-se ao que exprime e ao que os outros percebem de si.
O centro da aura refere-se a como experimenta a vida, as habilidades que possui no presente.
O lado esquerdo refere-se a áreas de potenciais a serem desenvolvidos.

Robert Bruce, outro especialista em auras, objecta à noção de que cores especificas teem significados especificos. Segundo ele, as cores teem auras, pelo que a côr que apresenta altera a côr da sua aura. De acordo com Bruce,

A aura humana é ao mesmo tempo um campo de energia e um reflexo das energias subtis da vida dentro do corpo. Estas energias fazem aquilo que somos e por seu turno, são afectadas pelo nosso modo de vida e pelo que nos cerca. A aura reflecte a nossa saude, carácter, actividade mental e estado emocional. Tambem mostra doença- muitas vezes antes do aparecimento dos sintomas.

A noção de que a aura reflecte a saude é comum entre crentes. O problema é que côr reflecte que condição?. Bruce vê o seguinte com pacientes moribundos: "Primeiro a aura atenua-se, e cerca de uma semana antes da morte começa a expandir-se num belo azul-céu pálido." Mas, como já notamos, essas cores teem significados diferentes para o sr. Anderson.

Por outras palavras, ler auras é algo parecido com ler testes de Rorschach e provavelmente tão exacto.

As pessoas veem auras? Penso que algumas pessoas algumas vezes veem cores em volta de objectos no seu campo de percepção. Do que lemos, tais alucinações podem ser um problema de visão ou de desordem cerebral. Portanto recomendo começar com um oftalmologista.

NÃO GRITE NO ESCURO

By: Fear


As primeiras descrições sobre anjos apareceram no Antigo Testamento. A menção mais antiga de um anjo aparece em Ur, cidade do Oriente Médio, há mais de 4.000 a.C.. Na arte cristã eles apareceram em 312 d.C., introduzidos pelo Imperador romano Constantino, que sendo pagão, converteu-se ao cristianismo quando viu uma cruz no céu, antes de uma batalha importante.

Em 325 d.C., no Concílio de Nicéia, a crença nos anjos foi considerada dogma da Igreja.

Em 343 d.C. foi determinado que reverenciá-los era idolatria e que os anjos hebreus eram demoníacos. Em 787 d.C. no Sétimo Sínodo Ecumênico definiu-se dogma somente em relação aos arcanjos: Miguel, Uriel, Gabriel e Rafael. Os escritos essênios, sociedade da qual Jesus fazia parte, estão repletos de referências angelicais.

No Novo Testamento, anjos apareceram nos momentos marcantes da vida de Jesus: nascimento, pregações, martírio e "ressurreição". Depois da ascensão, Jesus foi colocado junto ao Anjo Metatron.

São Tomás de Aquino foi um estudioso do assunto. Ele dizia que os anjos são seres cujos corpos e essências, são formados de um tecido da chamada luz astral. Eles se comunicam com os homens através da egrégora, podendo assim assumir formas físicas.

Os anjos eram chamados de DAIMONES pelos gregos, o que significa também gênios ou seres sobrenaturais. Nessa categoria, encontramos os obreiros de Deus: gnomos e duendes (terra); fadas e silfos (ar); salamandras (fogo) e ondinas (água).

O nome Daimones, porém, correspondente à palavra "demônio", como entendiam os autores eclesiáticos.

Tal fato desperta uma grande curiosidade sobre o tema, já que interesses religiosos fizeram de tudo para que isso não chegasse ao conhecimento popular, principalmente nas Cruzadas, onde textos e escrituras foram eliminados em nome de Deus. Os anjos (Daimones), que protegem os seres humanos, são diferentes dos Daimones, que ficam fora do nosso controle. Eles são perceptíveis ao nosso conhecimento, mas difíceis de mantermos contato, ainda que seja possível entrar em sua sintonia.

Os silfos, por exemplo, são elementos do ar que nos ajudam na propagação dos recados. Por esse motivo, quando fazemos um pedido escrito ao anjo e queimamos o papel, assopramos as cinzas (elemental fogo) ou sentimos vontade de andar para colocar idéias em ordem, como faziam os grandes filósofos. Utilizamos a força das ondinas (elemental água) para nossas emoções e os gnomos e duendes (elemental terra) para prosperidade.

Assim como estamos presos à terra pelas leis da gravidade e não podemos ficar suspensos no céu, os anjos têm dificuldades para ficar conosco na terra. O que dá consistência para sua permanência é a luz ou energia de nossa aura. De uma forma mais simples, poderíamos dizer que a aura é para o anjo o mesmo que o oxigênio é para nós. Se estamos bem, automaticamente são reforçadas nossa simpatia e presença.

Quando estamos tristes ou deprimidos nossa aura diminui e o anjo não atua, dando força ao nosso anjo contrário. Isto nos faz antipáticos. O anjo guardião, que não participa das infelicidades, pede ajuda para que outro anjo resolva nossos problemas. Ficar em sintonia com seu anjo guardião é anular, neutralizar a força do gênio contrário. Com isso sua vida há de prosperar, já que Deus é Prosperidade e quer que você prospere também.

Quando fazemos uma oração, nosso anjo não ouve ou sente o pedido. Nesse momento nossa aura muda de cor e é isso que ele compreende. Quando oramos, nossa aura torna-se azul ou verde. Já quando abraçamos uma pessoa querida, ela fica cor de rosa, o que faz, com certeza, nosso anjo bater as asas no plano etéreo.

Á quem diga que os anjos estão de volta. Um pouco estranha esta frase, porque na verdade eles nunca foram embora. Analisando as religiões milenares existentes, podemos observar a presença destes seres em todas elas, seja nas mais diferentes formas e com os mais diversos nomes. Anjos são os mensageiros de Deus. São elementais, seres de luz, com todas as suas propriedades: velocidade, brilho e poder de cura. Os Anjos sempre estão ao seu lado, não importa que você nunca tenha dedicado sua vida a ele, diríamos que são nossos "treinadores" da vida, nos orientando, nos conduzindo e até mesmo nos incentivando.

Os Anjos são como nossos pensamentos. Não os vemos, sabemos que existem e podemos tê-los quando quisermos, sem limites! Estes seres maravilhosos podem manifestar-se a nossa volta, usando todos os tipos de artifícios necessários, para que entendamos os seus "sinais", eles tomam até mesmo a forma da figura humana. Quem já não teve na vida uma experiência, na maioria das vezes desesperadora, onde surgiu do nada uma pessoa estranha, com o único intuito de ajudar naquele momento e depois desaparecer, tão misteriosamente como surgiu?

Pois são exatamente eles...São nossos Anjos que vem em nosso auxílio num momento de desespero. Mas não precisa também ser obrigatoriamente na forma humana. Eles nos mandam mensagem constantemente, basta apenas estarmos atentos.

NÃO GRITE NO ESCURO

By: Fear



Ainda que a primeira vista John Wayne Gacy se mostrasse uma pessoa cordial e educada, em seu interior se escondia uma alma impiedosa capaz de cometer os crimes mais atrozes e inimagináveis. Os psicólogos apontaram como possível causa de seu transtorno uma artéria cerebral estourada produto de um tombo de cabeça no jardim de sua casa.

Seu "modus operandi" seguia alguns parâmetros muito claros. John costumava dirigir seu carro pelos arredores da cidade em busca de jovens pedindo carona, garotos solitários ou prostitutos homossexuais. Seguidamente oferecia para levá-los para alguma zona de bares próxima. Uma vez dentro do carro atacava-os com clorofórmio ou apontava uma pistola e levava-os para sua casa para sodomizá-los e agredi-los sexualmente.
Quando o corpo da vítima já não mais respondia enterrava no jardim de sua casa que, depois de 23 cadáveres ficou pequeno. A partir daí começou a atirar os corpos das vítimas no rio.

Os crimes Em 22 de maio o homem que conquistou o cargo de vereador(também postulado por John), Jeffrey Rignall, saiu para tomar uns drinques. Um carro cortou-lhe o caminho e se ofereceu para levar-lhe até a região dos barzinhos... Rignall aceitou o convite sem suspeitar o que aconteceria em seguida. John Wayne Gacy atacou-lhe com clorofórmio e a seguinte imagem que Rignall viu foi John nu em sua frente exibindo uma impressionante coleção de objetos de tortura sexual. Rignall passou toda a noite aprendendo na própria carne a dolorosa teoria que seu seqüestrador ia explicando-lhe em pormenores.

À manhã seguinte, o jovem torturado e traumatizado apareceu cheio de feridas e com o fígado destroçado pelo clorofórmio diante da estátua de Lincoln Park em Chicago. Teve a sorte de ainda estar vivo. Em apenas seis anos, 33 jovens como ele viveram a mesma experiência. O surpreendente de tudo isto, é que uma vez cumprido seu ritual enterrava os corpos no mesmo jardim de sua casa onde organizava as festas mais conhecidas do bairro. Numa ocasião chegaram a festejar ali mais de trezentas pessoas. As pessoas saiam de sua casa comentando duas coisas: como era agradável aquele homem e o mau cheiro que exalava de seu jardim. Sua segunda esposa estava convencida de que embaixo dos encanamentos de sua casa tinha um ninho de ratos mortos. Ele assegurava que o cheiro era de uma rede de esgoto próxima dali...
Captura e condenação Em dezembro de 1978, a mãe de um jovem de 15 anos, Robert Piest, começou a impacientar-se ao ver que ele não regressava do trabalho. O garoto ganhava um dinheiro como ajudante numa farmácia e tinha uma entrevista de emprego com John Wayne Gacy naquele dia.

O desaparecimento foi comunicado urgentemente à polícia, que intimou Gacy, que se apresentou às autoridades e negou qualquer relação com o garoto. Depois de uma árdua luta burocrática, a polícia conseguiu uma ordem de busca e uma vez que entraram em sua casa encontraram o mais completo arsenal de instrumentos de tortura jamais visto. Não precisou muito para que Gacy confessasse e entregasse à polícia um completo mapa onde jaziam 23 dos 33 cadáveres. Em fevereiro de 1980 começou o julgamento pelos crimes cometidos. Em 1988 foi condenado a 21 prisões perpétuas e a 12 penas de morte. Durante os anos que esteve na prisão se dedicou à pintura cujos quadros chegaram a ter um valor de mais de 300 mil dólares. Ademais concedeu diversas entrevistas nas qual chamava sua vítimas de "viadões" e escória da humanidade. Em nove de maio de 1994 depois de ter ingerido camarão, frango, batatas e morangos foi executado com uma injeção letal. Suas últimas palavras foram:


- "Beijem meu cu! Nunca saberão onde estão enterrados os demais".

VOCÊ NUNCA ESTA SOZINHO

By: Shadow




Não só é um dos dias mais trágicos alguma vez vivido, o 11 de Setembro e o atentado às Torres Gemias estão rodeados de mistérios e enigmas inexplicáveis. As fotos que apresentamos são uma amostra de alguns deles. Muitos pensaram que são simples coincidências. Outros vêm como actos satânicos. Cada um pode opinar o que quiser.

Como vêm são vários os rostos que parecem apreciar os feitos fatais desse dia. Três figuras fantasmagóricas aparecem por entre o fumo e os escombros das Torres Gemias.

VOCÊ NUNCA ESTA SOZINHO

By: Shadow


A autora deTraci Regula relata suas experiências com a casa: “Ao longo dos anos, enquanto jantava do outro lado da rua no Old Town Mexican Café, eu me acostumei a reparar que as persianas das janelas do segundo andar (da Casa Whaley) algumas vezes se abriam enquanto estávamos comendo o jantar, muito depois da casa já estar fechada. Em uma visita recente, eu pude sentir a energia em vários pontos da casa, principalmente na sala de audiências, onde eu também senti o cheiro fraco de um cigarro, supostamente o cartão de visitas de Whaley. No corredor, eu senti cheiro de perfume, inicialmente atribuído à jovem que estava como docente, mas depois, com umas fungadas secretas em sua direção enquanto falava com ela sobre a casa, descobri que a moça não tinha cheiro algum.”

VOCÊ NUNCA ESTA SOZINHO

By: Shadow



A Fazenda de Murta foi construída em 1796 pelo general David Bradford e chamada de Laurel Grove. Exaltada como uma “das casas Americanas mais assombradas”, a fazenda é supostamente lar de pelo menos 12 fantasmas. É freqüentemente relatado que 10 assassinatos aconteceram na casa, mas os registros históricos apenas indicam o assassinato de William Winter. Possivelmente o mais conhecido dos supostos fantasmas de Murta, Chloe (algumas vezes Cleo), de acordo com os relatos, era uma escrava que pertencia a Clark e Sara Woodruff. De acordo com uma história, Clark Woodruff pressionou ou forçou Chloe a ser sua amante. Chloe e Clark foram flagrados por Sara Woodruff, e Chloe passou a ouvir pelos buracos de fechadura, tentando saber o que aconteceu com ela.

VOCÊ NUNCA ESTA SOZINHO

By: Shadow

Copyright 2010 Toque da Morte
Lunax Free Premium Blogger™ template by Introblogger